Home Page


conhecendo o aerografo quem somos curso online dicas veja nossa arte adquira seu aerografo maquiagem HD e artistica fale com a gente




Como construir um compressor para aerografia


César Siqueira Prados , autor desta super dica, é de Belo Horizonte. Engenheiro mecânico e modelista entre outras coisas, César tem uma Home Page em  http://www.csprados.oi.com.br/index.htm e permitiu que publicássemos em nosso site o resultado de suas experiências feitas durante vários anos com compressores de ar.
Fica aqui o agradecimento de toda a equipe "aerografia.com" .
 

Veja também estes 3 artigos com fotos e comentários de quem já realizou o projeto:

- Paulo Roberto Grisolia -Compressor passo-a-passo (com fotos)

- Dr. Oswaldo Junior - Fotos do Compressor

- Cmte. Arnaldo Francisco Renz Junior - Problemas com ar



Mande um e-mail para
Cesar Prados
 LISTA DE MATERIAL
      1-  Reservatório de ar de freio de caminhão 
       2-  Compressor de geladeira 
       3-  Presostato 
       4-  Regulador de pressão com filtro de ar (saída) 
       5-  Válvula de segurança 
       6-  Manômetro de 100 ou 150 PSI 
       7-  Filtro de ar (entrada) 
       8-  Cabo de força de 20 Ampères 
       9-  Torneira para drenar água 
      10- Miscelânea - Solda, 50 cm de tubos de cobre, conexões de latão, zarcão, esmalte sintético, fita veda rosca . 
Para que um modelo fique bonito depois de pronto é fundamental que o acabamento seja bem feito, principalmente a pintura. A evolução natural do modelista o leva a se utilizar de aerógrafos, pequena pistola de pintura, precisa, de uso profissional e amador. Existem aerógrafos de muitos tipos, e cabe ao modelista escolher qual se enquadra melhor  ao seu hobby e ao seu bolso. Só que um aerógrafo não trabalha sozinho, ele precisa de uma fonte de ar para trabalhar.

Nos meus mais de dez anos como modelista já vi inúmeros artifícios para se conseguir fontes de ar alternativas. É comum que o recém iniciado no hobby se utilize de compressores baratos,
como por exemplo os inaladores de ar, vendidos em farmácias por um preço bastante razoável. Com pouco tempo se percebe que esse tipo de compressor não atende as necessidades do modelista visto que por não possuir reservatório de ar, pulmão, não mantém constante o  fluxo de ar, não permitindo por isso a possibilidade de se fazer linhas finas com o aerógrafo, por melhor e por mais caro que seja.

Algumas pessoas também se utilizam de compressores maiores, que mesmo tendo um falso "pulmão", já que como tem potência de sobra se utilizam da mangueira de ar para estabilizar um pouco a saída, também não atendem direito ao modelista, pois devido a sua potência, tem um barulho ensurdecedor. As vezes mais que 100 Db. Muito superior ao aceitável para o ouvido humano.

Ambos modelos citados ainda tem um problema, umidade. Nos dias chuvosos, que na minhas opinião, hoje, são os melhores para se pintar pois tem um nível de poeira no ar muito baixo não se pode utilizar desses modelos pois a falta de um filtro de umidade torna a pintura "perigosa", visto que a água pode passar pela mangueira e sujar o modelo. Outra coisa contra, é o fato do compressor trabalhar sem descanso, o que o superaquece e as vezes o leva a queimar.

Algumas pessoas, como bons brasileiros que são, conseguiram dar um "jeitinho" e improvisar um compressor que por si só já superava todos os compressores citados acima. Usaram um compressor de geladeira, silencioso e durável, com um vidro de maionese para filtrar o óleo da saída. Foi uma saída bastante engenhosa, mas ainda tinha alguns problemas como; superaquecimento, pois trabalhava direto; falta de controle preciso de pressão de saída, tinha de se jogar ar fora para diminuir a pressão e junto com ele dinheiro; era perigoso pois um vidro de
maionese, com as vezes 40 PSI de pressão, podia-se tornar uma granada.

Resolvi então aperfeiçoa-lo e resolver definitivamente todos os problemas. Acho que consegui e após quatro anos de teste e várias unidades construídas resolvi disponibilizar aqui todas as informações necessárias para sua confecção. Vamos a elas:

Clique aqui para ler a próxima etapa.

entre em contato
FAZENDO ARTE - Aerografia
Próxima página